conteúdo do menu
conteúdo principal

NOTÍCIAS

13/08/2019

Evento sobre cicloturismo rural lota Câmara de Vereadores de Nova Petrópolis

Organizado pelo Legislativo Municipal, o encontro buscou inspirar comunidades do interior para organizar roteiros para quem anda de bicicleta por lazer.

COMPARTILHAR NOTÍCIA

Uma noite para ampliar os horizontes a respeito do turismo em Nova Petrópolis. Com este intuito a Câmara de Vereadores do município organizou um evento sobre cicloturismo rural que contou com a participação  de diversas comunidades como Linha Araripe, Linha Brasil Fundos, Nove Colônias, Pinhal Alto, São Jacó, Linha Olinda e Fazenda Pirajá. Também estiveram presentes a secretária de educação e turismo de Salvador do Sul Elaine Petry e a representante da secretaria de turismo de Maratá Liane Bittenbender.

Com o plenário da Câmara cheio, a primeira explanação foi do secretário de turismo, indústria e comércio de Nova Petrópolis Paulo Staudt. O objetivo foi mostrar aos presentes os potenciais turísticos da cidade, principalmente no que se refere ao turismo de aventura. “A nossa comunidade tem que ter orgulho do que nós temos aqui”, disse Paulo. Ao longo de sua fala, o secretário afirmou que 3,6 milhões de turistas passam por Nova Petrópolis. O dado é medido por meio do pedágio entre o município e Gramado. “Talvez metade fique, é pouco ainda”, explicou o secretário. Sobre o turismo de aventura, Paulo afirmou que “precisamos aprender a divulgar e explorar.”

A fala com foco em cicloturismo foi de Fabiano Pellenz, empresário proprietário da Ekonova, que, entre as atividades, vende viagens de cicloturismo pela América Latina. Fabiano afirmou que os roteiros para quem realiza passeios de bicicleta devem ser feitos pelas comunidades por onde os visitantes irão passar. “Nada se cria sem que venha da comunidade. Isso precisa vir de quem conhece o interior, suas particularidades.” O empresário ainda ressaltou a principal diferença entre os turistas e os cicloturistas e caminhantes: A forma como aproveitam os destinos. “O turista aproveita o destino final, enquanto quem caminha ou anda de bike aproveita o caminho.” Fabiano ressaltou que este tipo de turismo estimula o desenvolvimento econômico e social das comunidades que recebem os visitantes e que é um tipo de atividade realizada o ano todo. “Nova Petrópolis tem potencial na questão cultural e de atrativos culturais. Temos as localidades com sociedades e pousadas rurais. Se o turista for bem tratado, ele sempre volta”, afirmou.

Ao final do evento, Fabiano disse que “espero que este encontro sirva de ponta pé inicial. São estes eventos que vão fazer a comunidade vir para dentro da Câmara de Vereadores.”

Fonte: Câmara de Vereadores de Nova Petrópolis